quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Congratulations Mr. pastor Mark Boykin!

Chick-fil-A - President Dan Cathy
"Church marches in support of Chick-fil-A Members of Church of All Nations march through Town Center to support restaurant"

Título da matéria no site do jornal conhecido na Flórida como Sunsentinel:

Membros da Igreja "All Nations", marcham para dar apoio a cadeia de restaurantes Chick-fil-A no Shopping Center, conhecido como "Town Center of Boca Raton", na cidade de Boca Raton, Flórida.
Existe uma grande diferença em marchar para Jesus e marchar com Jesus!

Senti o meu coração encher-se de alegria ao tomar conhecimento que a Igreja “Church of Nations”, bem conhecida em Boca Raton e cidades vizinhas, no estado da Flórida, possui um líder que tem feito a diferença ao tomar a iniciativa de manifestar-se com o povo da sua igreja, e o povo local, contra os homossexuais que desejam levantar-se contra o proprieário de uma rede de Fast Foods.

O presidente da rede de restaurantes, como cristão, não se escondeu dos holofotes ao informar que é contra a atividade gay. O que provocou a seguir, ameaças pela comunidade homossexual, por se opor, em suas declarações que demonstram temer a Deus e não aos homens, em sua corajosa e correta declaração.

Centenas de membros da igreja, participaram desta iniciatiava com o seu apoio à Rede de Restaurantes “Chick-fil-A”. O presidente da rede por ser um cristão consciente, declarou-se contrário a relação homossexual, causando a revolta dos gays e a seus interessados.

A manifestação aconteceu dentro de uma praça de alimentação no Shopping Center de Boca Raton, nesta quarta-feira, dia 1 de Agosto, para total apoio a coragem de seu presidente e diretores, que decidiram há anos, nunca abrir aos Domingos.

Os manifestantes conforme o vídeo abaixo cantavam: "EUA! Chick-fil-A!". Os membros, organizados pela Igreja de Todas as Nações em Boca Raton(“Church of Nations”), marcharam desde a entrada do shopping até a praça de alimentação, após o grito de guerra do seu pastor, Mr. Mark Boykin.

Havia a necessidade dos nossos irmãos presentes, demosntrarem a sua revolta aos defensores do direito do gay, que existem na cidade e no país, milhares que se recusam ao casamento gay, bem como, a adoção por homossexuais, e que é um direito da população, o exercecício da liberdade de expressão com o entusiasmo dos presentes e bem conscientes das leis de Deus, e a responsabilidade comum aos cristãos.

Os ativistas gays expressaram o seu repúldio à declaração do presidente da rede de restaurantes, e informaram com ódio, que iriam boicotar os restaurantes da rede, em uma grande campanha entre a comunidade gay por todo o país.

Esta declaração de boicote afirmada pelos gays, proporcionou em todo o país a decisão de apoio dos crentes ao presidente da rede de restaurantes. Os opositores gays organizaram o chamado Dia Nacional do beijo entre homossexuais (possivelmente dentro dos restaurantes), com o título: "Same Sex Chick-fil-A". 

Esta atitude provocou o ocorrido nesta quarta-feira, com o título de "Chick-fil-A Appreciation Day". 

Congratulations Mr. Pastor Mark Boykin pela sua decisão e exemplo!

Importante: Este evento ocorreu por todos os EUA, através de milhares de igrejas, que uniram-se em apoio a causa em defesa dos direitos de se proclamar a liberdade de não aceitar o casamento dos homossexuais.

Hora de não calar. Hora de tocar a Trombeta em Sião.

O menor de todos os menores.

Um comentário:

Maris Alvarez disse...

Meus parabens a todos os cristaos que demonstraram coragem para enfrentar (nao afrontar), os ativistas gays. Acho, que cada um faz o que quiser da sua vida, desde que nao agrida, seja em palavras, em atos ou imposicoes, como estao fazendo os ativistas gays. Eles devem respeitar aqueles que vivem dentro de um padrao de vida social existente desde que o mundo e' mundo. Eles querem afrontar, nos queremos nos proteger e proteger os nossos filhos, nao deles, mas sim do modo que eles querem viver as suas conviccoes. Se eles querem respeito, devem se dar o respeito. Isso que nos cristaos queremos nao e' homofobia. Homofobia e' odio pelo homossexual, e isso nos nao temos. Eles,sim teem odio dos cristaos. Eles querem FORCAR a gente aceitar a conduta deles. Nos, cristaos, jamais quisemos forcalos a virarem heteros. Espero que um dia essas advergencias acabem. Basta cada um respeitar o outro que assim viveremos em paz.