sábado, 31 de dezembro de 2011

A COVARDIA das MEGA-IGREJAS!

Me criticam por estar sempre comunicando sobre igrejas.

Por acaso, devemos estar calados com a contaminação desvairada na construção de MEGA-TEMPLOS?

Creio que não!

A vaidade, o orgulho em forma de vitórias, a arrogância de líderes que pensam e admitem no seu interior que, são extremamente importantes para Deus.

É como se Deus nada pudesse realizar sem a presença deles. São loucos que não percebem o quanto estão a caminho de um abismo.

A Palavra de Deus nos orienta no livro de Mateus 28:19: Portanto ide, fazei DISCÍPULOS de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;


Infelizmente a palavra de ordem é: 


IR E GERAR OVELHAS. 


PASTOR NÃO GERA OVELHAS.


QUEM GERA OVELHAS SÃO AS PRÓPRIAS OVELHAS.


Paro por aqui, na repetição de frases bem conhecidas, para não ser enjoado ou causar nojo aos muitos que não concordam com esta matéria.


Basta! É necessário acabar com esta maneira de destruir e tomar para si a lã e a gordura das ovelhas. 


Basta! Basta de comissões distribuídas aos dirigentes que conseguem tomar mais lã e gordura das ovelhas através do dízimo e das ofertas.


Basta! A construção de MEGA-TEMPLOS é pura arrogância. Doa a quem doer! Repito: É arrogância!


Basta! Informam que o Senhor Jesus está às portas, em suas pregações, e guardam fortunas para o seu futuro.


Basta! Não é possível continuarmos com os os cargos vitalícios que são passados de pai para filho e genros, como se fosse uma empresa que distribui lucros e dividendos.


Basta! Basta de não darmos um BASTA a construção de MEGA-TEMPLOS.


Basta!


Maranata!


O menor de todos os menores.   

21 comentários:

Orlando disse...

Entendo sua revolta servo, não é fácil suportar tanta aberração, eu também as vezes surto - e o que mais dizem é que sou destemperado!

Em todo caso Glórias ao Altíssimo por mais um ano de vida e não desista de lutar! Um Ótimo ano novo ao Sr e família.

Abraços
Orlando

Alberto Couto Filho disse...

Menorzão,

A paz

Pior de tudo é ver os líderes desses mega-templos, disputando horários na TV para apresentação dos seus "shows".
Causa-nos asco ver os vendilhões do templo trocando ofensas e, até, proferindo palavras de baixo calão.
Pior, muito pior ainda é a abominável autoglorificação exibida
em suas escandalosas apresentações.
Vc está certo, mas quem, se não o Senhor, para dar um BASTA nesta pouca-vergonha.
Como sabe sou também destemperado como o irmão Orlando, mormente quando a Palavra de Deus é deturpada, com vistas à obtenção de vantagens financeiras para o financiamento de projetos pessoais desses que se autoglorificam como se fossem, como o Pai, invulneráveis.
Ha, ha, ha. Que se cuidem esses vendilhões do templo, pois está por vir a pesada mão do Senhor.
Por falar em autoglorificação leia a minha próxima mensagem: PIOR QUE O ANONIMATO RECEOSO É A TEMERÁRIA AUTOGLORIFICAÇÃO - a resposta que não enviei.
Falei de você rsrsrs
Misericórdia! Basta!!!!!!!!!
Teu próximo
Alberto

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado Orlando,

A paz de Cristo, o nosso Senhor!

Grato pelo comentário e pelo desejo do mesmo que desejo a você: Um Feliz Ano Novo na presença do Altíssimo.

O Senhor seja contigo!

O menor DE TODOS OS MENORES.

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo Alberto,

A paz de Cristo, o nosso Senhor!

Após a visita de um irmão brasileiro e vizinho no mesmo condomínio, onde falavamos da Palavra de Deus e os problemas da igreja atual, me despeço e vou ao e-mail com comentários e encontro a sua frase:

"PIOR QUE O ANONIMATO RECEOSO É A TEMERÁRIA AUTOGLORIFICAÇÃO."

Interessante que parte do meu assunto na conversa era:

Onde estão os sinceros de coração neste exato momento?

A Palavra de Deus nos informa no livro I Coríntios 11:19:

"E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós."

Alguns dizem que é melhor se calar e deixar Deus agir. Pura covardia!

Sinceros se manifestem, significa se MANIFESTAR.

E, se manifestar significa:

manifestar (ma-ni-fes-tar)

v.t.
Dar a conhecer: manifestar alegria, vontade.
Declarar, revelar, divulgar.
Fazer coletivamente demonstração pública.
v. pr.
Fazer-se conhecer: Deus se manifesta através de suas obras.

Fico por aqui, com o desejo de um Feliz Ano Novo para toda a sua família e amigos.

O Senhor seja conntigo, nobre professor!

O menor de todos os menores.

benedito assiz(ditocola) disse...

um feliz ano novo pra ti sr Newton que Deus continue a abençoar com sabedoria e continue escrevendo coisas boas para nos um grande abraço ;

Sandra Silvera disse...

No meu caso pastor creio que cada igreja e templo construído mostra aonde vai nossos dízimos e ofertas, tem igreja que entra ano sai ano e é o mesmo barraco aonde vai a oferta acho que vai para o bolso desses pastores sou feliz pois vejo na igreja que frequento a minha oferta sendo investida a cada dia dou com amor e fé. Feliz ano novo.

Geovani Figueiredo dos Santos disse...

A paz de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo e um Feliz ano novo,Pastor Newton!

O quadro de afastamento da simplicidade do Evangelho pregado por Jesus e os seus apóstolos é cada vez mais evidente nos arraiais "ditos" cristãos. Parece que o estilo de vida capitalista e megalomaníaco deste mundo sem Deus foi assimilado pela igreja;e, longe de ser tratado como ameaça à vida espiritual de muitos, é visto com bons olhos por uma grande parcela de indivíduos que se intitulam evangélicos.

O modelo de vida despojado de Jesus e dos seus discípulos passa longe do ideário 'modernoso' dos neocristãos globalizados. Será que Jesus adotaria tal estilo extravagante e perdulário de vida? Como Paulo se sentiria se frequentasse algum mega-templo do evangelho espetáculo dos nosso dias? Estas perguntas devem causar um grande mal-estar em algumas pessoas que se tornaram imestráveis e cheios de comichão nos ouvidos; mas, para nós,continuam levantando sérios questionamentos sobre o atual cenário de apostasia que só tende a aumentar em nosso tempo.

Será que ficamos cegos? Onde está o peso da Palavra nas atitudes e comportamentos dos crentes e líderes? Será que a Bíblia mudou? Por que em dado momento perdemos o autoconceito de quem verdadeiramente é Deus?

Uma coisa é certa,tal turbilhão insopitável de comportamentos e desvios vai descambar em mais corrupção e apostasia. Fato que já é notório em muitos círculos.

O Arrebatamento deve estar muito próximo! Vigiemos!

Jonas disse...

Ola pastor Newton, gostaria que o senhor comentasse esse vídeo que achei no Youtube, li vários e vários comentários no seu blog e vi que o senhor já disse inúmeras vezes sobre vídeos do Youtube então gostaria de saber do senhor a respeito desse vídeo polemico de um Pastor conhecido no Brasil aguardo respostas.

http://youtu.be/yyKTvTDfN4E

Anônimo disse...

O que incomoda é quando igrejas menores, subordinadas, alimentam as maiores que investem no tamanho, no conforto e na qualidade, enquanto as menores, estão sempre na lona.
Vou enviar como anônimo, sei que vai, mas, o anônimo sou eu, pr.genivaldo. Ótimo ano para todos.

Juber Donizete Gonçalves disse...

Prezado Pr. Newton Carpintero,

Compartilho da sua indignação amado, pois esses verdadeiros impérios religiosos, com seus megatemplos, sucessão eclesiástica nos moldes monárquicos nada tem haver com o Evangelho puro e simples ensinado e vivido por Jesus e pelos apóstolos no Novo Testamento.

Abraço.

mgas.blogspot.com disse...

É AMADO PASTOR, PREGAR O EVANGELHO É TÃO SIMPLES... MAS OS MEGALOMANIACOS DIFICULTAM TANTO.
A VAIDADE, A SOBERBA ESTÃO SE INFILTRANDO CADA VEZ MAIS NO CORAÇÃO DOS CHAMADOS HOMENS DE DEUS... É UMA PENA... CHEGO A ORAR POR ESTES HEREGES PARA VER SE TOMAM A DECISÃO DE SEREM VERDADEIRAMENTE PREGADORES E SEGUIDORES DA PALAVRA.
UM 2012 COM MUITA PAZ PARA O SR. E SUA FAMÍLIA.
FICA COM A PAZ DO SENHOR!

Anônimo disse...

Ele se fez pobre sendo Rico e ponto.

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Caro Anõnimo,

Me informe quem se fez pobre e em que parte da Bíblia e... vírgula...

Aguardo a sua resposta para finalizar com o ponto...

O menor.

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Retorno caro Anônimo, para informá-lo que o encontrado no livro de II Coríntios 8:9, não significa a situação econômica de sua família ou da profissão de José.

Muitos, admitem uma pobreza que não existia na família de José, que possuia uma profissão especial e honrada.

Outros, somente por lerem que não havia um local para se hospedarem no momento do nascimento de Jesus Cristo, significava a falta de dinheiro pela possível pobreza.

Não! O motivo foi todo especial e revestido de misericórdia, Ele, se despojou de sua Glória e tomo corpo de homem, nascido sem pecado, gerado pelo Espírito Santo de Deus, sem o costume do casal na multiplicação, e sem pecado assumiu o pecado do mundo sobre os seus ombros para nos libertar, nos redimir, nos salvar e nos entregar a Vida Eterna, e esta, para todos os que forem fiéis atá a morte.

II Coríntios 8:9:

"Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis."

A Vida Eterna ao garantir o dom de sermos chamados de filhos de Deus, nos transforma em co-herdeiros em Jesus Cristo. O nome que está acima de todo e qualquer nome.

O Senhor seja contigo,

O menor de todos os menores.

Anônimo disse...

Ele se fez pobre sendo Rico e ponto.
Ponto porque não a oque falar ou comentar, eu sou inteligente não sou burro se Deus é meu pai e ele é rico eu sou seu filho e serei rico, como ele é. Eu não posso servir a um Deus que é poderoso que fez tantas promessas e não crer que ele pode me honrar.

A tantos versículos que mostram isso.Afirma-se que a Teologia da Prosperidade pressiona a Deus como se Ele fosse o gênio da lâmpada de Aladim. Sim, somos servos de Deus e não senhores dEle. Entendo que marcar nossa posição declarando com clareza que Jesus é nosso Senhor é algo a ser respeitado, porque demonstra nossa reverência e devoção a Deus.

Mas, ao ler a Bíblia encontro textos bíblicos impactantes, textos que desafiam a meditar mais sobre quem Deus é o que Ele quer fazer por nós:

Salmo 37.4: "Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração".

João 14.12-13: "Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o Pai e tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho"



"Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para gastardes em vossos deleites" - Tiago 4.3.
Infelizmente, existe no meio cristão evangélico a ideia católica que humildade e santidade têm a ver com ser pobre, e até miserável. As ideias de São Francisco de Assis nada tem a ver com Bíblia!

Deus não condena a vontade de enriquecer, condena a avareza (incapacidade de repartir com o próximo aquilo que se tem). Todas as bênçãos que Deus nos dá sempre é com o propósito divino de repartir com o próximo. E não se trata apenas da prosperidade financeira. Repartir faz parte da prática do mandamento do amor.

A Palavra de Deus condena os avarentos. Ao se pensar em avareza nunca devemos acreditar que os aváros estão apenas nas classes mais abastadas porque essa espécie de gentes também estão entre àqueles que não possuem R$ 1,00 no bolso.
Alguns afirmam o seguinte: Deus não dá tudo o que pedimos com fé, dá apenas o que está de acordo com a vontade dEle.

Qual é a vontade de Deus para nós? Amá-lo acima de todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Se o nosso coração estiver dentro dessas diretrizes, então, estamos dentro da vontade divina.

Ora, se oramos ao Senhor em nome de Jesus, crendo na Palavra referênciadas em Salmos 37.4 e João 14.12-13, será que não somos atendidos? A resposta dada para essa interrogação é a manifestação da especie de fé que possuímos.

O relacionamento do ser humano com Deus é por intermédio da fé... Quem tem sua fé em Deus apenas para ações no campo do espírito, não crê que Ele quer agir abençoando na esfera material, então apenas será abençoado espiritualmente.

Deus não deve ser encarado como o gênio da lâmpada de Aladim. Precisamos reverenciá-lo. Mas, considerar que Ele seja indiferente ao sofrimento e necessidade de Seus servos também é um erro. Eu acredito que a vontade dEle é nos abençoar nesta vida e depois dela nos dar a vida eterna. Não é certo crer que Ele é frio e nos quer sofrendo neste mundo.
Não é possível negar que Deus abençoa os Seus servos na esfera física.
Continua...

Anônimo disse...

Todo trabalhador que é fiel a Deus recebe dEle a bênção em suas atividades, e essa bênção ajuda o crente a vencer as consequências das más administrações públicas, políticas socieais erradas, economia capenga e corrupção generalizada. Mas, é claro que esse tipo de salvação também tem a ver com a fé. Quem não crer não recebe essa bênção!

"E também que todo o homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho; isto é um dom de Deus" - Eclesiastes 3.13.

"Eis aqui o que eu vi, uma boa e bela coisa: comer e beber, e gozar cada um do bem de todo o seu trabalho, em que trabalhou debaixo do sol, todos os dias de vida que Deus lhe deu, porque esta é a sua porção. E a todo o homem, a quem Deus deu riquezas e bens, e lhe deu poder para delas comer e tomar a sua porção, e gozar do seu trabalho, isto é dom de Deus" - Eclesiastes 5.18-19.

guiomar disse...

na minha cabeça Deus deixou um só Templo. Mas com o passar do tempo, as pessoas foram edificando mais templo e colocando nomes em cada templo que edificavam, e com isso surgiu várias e várias igrejas. Só que não vai parar por ai. As pessoas querem mais, e vam criar mais, Mas eu acho que com isso as pessoas ficam divididas sem saber qual igreja seguem.

Marcos Cantaro disse...

A covardia de pastores de igreja que, levam o povo a sofrer na miséria, e pregão contra as igrejas.

Anônimo disse...

Gostaria de parabenizar o pastor Newton pois ele tem respondi com muita educação e sabedoria aos comentários agora o senhor esta dizendo ''se tu crê assim tudo bem eu penso de outro jeito'' muito bem amado pastor, assim o senhor não feri os irmãos, com palavras descabíveis agora estou até com vontade de muito mais vezes visitar o seu blog e deixar comentários, pois tenho visto muita humildade de sua parte. Um abraço.

Blog Cristiano Santana - Uma Visão do Mundo disse...

Pr. Newton. Antes de tudo quero agradecer por seu comentário em meu blog.

Também me uno ao seu protesto contra esse desperdício de dinheiro na construção de mega-templos. São verdadeiros monumentos à vaidade própria, nada mais.

Um grande abraço

Cristiano

Milton Menoncin disse...

Sr Newton, seus comentários e artigos são muito bons, mas enquanto você continuar a defender o cristianismo, que é um subproduto do islamismo e das religiões judaicas, nada vai resolver. Pode criticar a vontade, tudo vai ficar na mesma.É o poder romano que se estabeleceu entre nós, usando de uma pseudo religião, subproduto do islamismo e das religiões judaicas. Os pentecostais agrgaram a isto o marketing e demais ferramentas do capitalismo.
menoncin.blogspot.com
CERNE DE GUAJUVIRA
menoncin13@hotmail.com