sexta-feira, 8 de abril de 2016

Eu escolhi o Filho de Deus pelo Lívre Arbítrio!

Porta estreita ou Porta larga?
O evangelho do homem é confuso e simplista!

O evangelho, com certa moderação e intenção, permanece até os dias de hoje, com o recheio da temperatura morna!

Existe um evangelho enganoso e herético distribuído pela internet. Evangelho este, bem ensinado em algumas igrejas e alguns seminários com base em falsas afirmações, sobre os que viverão com Deus, pela misericórdia e bondade.

O Erro permanece, através da orientação de homens que utilizam a Palavra de Deus de uma forma errônea sobre a Vida Eterna!

Afirmam sutilmente e carinhosamente que, há uma escolha antecipada de Deus, sobre os que serão salvos ou não. Puro engano! Pura heresia!

O Senhor Deus não faz, e nunca fará, acepção de pessoas. O Senhor Deus é Justo com todos.

O Senhor antes da fundação do mundo nos preparou a justificação em Jesus Cristo, para que todo o que nEle cresse e permanecesse, receberia o direito à Vida Eterna, ou seja, os que forem fiéis até a morte, serão justificados pela Graça de Deus, através de seu Filho Jesus Cristo, Único e Exclusivo Salvador.

A porta é estreita e o Senhor nos deu a oportunidade de escolha, através do Livre Arbítrio. Podemos escolher a porta estreita ou a porta larga. Existe esta liberdade!

"Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;" (Mateus 7:1:)

"E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem." (Mateus7:14)

O alerta de Deus é resultado de sua misericórdia. O alerta de Deus é porque há o respeito à nossa vontade em serví-lo com amor e entendimento.

Ele o nosso Deus, não nos criou, para sermos apenas um boneco em suas mãos. Ele nos criou para que recebessemos dEle a oportunidade de sermos chamados seus filhos, pela grandiosidade do seu poder em sua promessa, através do seu incomparável amor que, não nos permite uma explicação exata através de toda a nossa sabedoria e entendimento humano para avaliarmos o significado, e o porquê do valor da vida.

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:16)

"Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma?" (Mateus 16:26)

Entender o significado e o motivo de Deus ter amado a todos de "TAL MANEIRA", é algo extremamente fora da nossa órbita humana e científica. Entender que este amor foi demonstrado pela entrega do seu Filho Unigênito Jesus Cristo, para que todo o que nEle crer não pereça, mas possua a vida eterna, nos deveria deixar atônitos pela nossa capacidade mesquinha à nossa volta com as coisas mínimas e passageiras.

É mediocre apostar na possibilidade herética de que Deus enviou o seu Filho Jesus Cristo para morrer na cruz, somente para salvar os que "antes já haviam sido salvos por escolha divina".

Pura barganha sobre as coisas de Deus, são as ensinadas por incautos seminaristas. Pura falta de senso e de irresponsabilidade com a pureza de Deus. Puro ajuste humano aos folclores que causam indigestão. Pura irrrelevância com a justiça de Deus.

Precisamos de cuidados às pregações de homens que baseiam-se apenas, em sua capacidade imediata, racional e carnal, ao pensarem,ou  refletirem como psicolólogos, ou como filósofos, ou escutarem apenas nas bases da própria vontade e desejos humanos quando assumem uma posição prática de um deus humano. Todo o cuidado é pouco! Vigiai igreja!

Todos pecaram e destituídos foram da Glória de Deus. Mas todos possuem a liberdade de escolha à quem servir. Se desespere para não perder o seu tempo com coisas mundanas. Se desespere, quando desagradá-lo, visitando a internet para assistir qualquer tipo de pornografia.

Houve uma pesquisa nos EUA para se verificar quantos crentes assistem periódicamente aos sites pornográficos. O resultado foi avassalador. Vigiai igreja!

Sinta a alegria em serví-lo com honra e dedicação. Não perca o tempo que nunca poderá ser recuperado pelos ensinos de que... já existem os salvos e os perdidos. Esta palavra é destrutiva. Não perca tempo caminhando por cima do muro. Os mornos serão vomitados da boca de Deus.

O plano de Deus não atende as exigências humanas ou aprendidas em seminários, e sim, à sua própria justiça. O Senhor nos elegeu antes da formação do mundo para sermos salvos por sua Maravilhosa Graça, nos concedida através da liberdade da escolha, de seu Filho Jesus Cristo, como o nosso Salvador. O resto é pura alquimia ou a tradução de textos mumificados por interesses humanos.

Maranata!

O menor de todos os menores. Um Tradicional Pentecostal.

Não sou Calvinista e nem Arminiano. Sou apenas de Cristo!

2 comentários:

Galileu Filho disse...

Boa noite amado Newton,

Excelente mensagem....edificante e fiel às Escrituras!

Continue assim, amado.

Importa agradar a DEUS.

Galileu Filho

Ana Lúcia Louback disse...

Compartilhando - Janio Louback Deus é soberano sim! Jamais negaremos isto. Ser soberano significa que Deus faz a sua própria Vontade , segundo o seu carácter santo, bom, e justo, e segundo tudo, não apenas alguns versos isolados mas "tudo" como está "escrito" na Bíblia, e não que Ele tem que fazer a vontade de Calvino ou obedecer a interpretação que ele e outros teólogos-filósofos que sejam, fazem de sua palavra.
Se Deus quis dar ao homem o arbítrio e interagir com ele como um ser a sua imagem e semelhança, Ele o faz porque assim é sua vontade soberana. Isso não exclui de maneira nenhuma a necessidade da Graça e da intervenção e do poder do Espírito Santo para conversão de cada um, isso não cria nenhum mérito para o homem na salvação, que é operada por Deus. Não será Calvino nem Arminio que irão mudar isso.
Inúmeras seitas e heresias se inspiram em versos e até citam a Bíblia, seus mestres hereges sempre escrevem um "livro" para garantir que seus seguidores se alinhem com suas interpretações e não busquem a inspiração do Espírito Santo para compreender. Leiam e também estudem a Bíblia como um todo, se apeguem a ela e entenderão sua linguagem e sentido.