sábado, 20 de junho de 2015

Ele sentiu DOR!

Lívre Arbítrio
O nosso Senhor Jesus Cristo... sentiu DOR!

O nosso Senhor Jesus Cristo... deixou-se AFLIGIR!

O nosso Senhor Jesus Cristo... pediu ao Pai que se possível, não permitisse que, Ele, tomasse o cálice colocado diante dEle.

O nosso Senhor Jesus Cristo... sentiu AGONIA!

O nosso Senhor Jesus Cristo... verdadeiramente, tomou sobre sí as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido como informado, desde antes, no livro de Isaías 53:4.

O nosso Senhor Jesus Cristo... deixou-se CRUCIFICAR, pelos nossos pecados, para que todos os que nEle  creem, tenham a LIBERDADE de escolha, através do LÍVRE ARBÍTRIO, e recebam a promessa de Vida Eterna no perdão dos pecados.

O nosso Senhor Jesus Cristo... é o Único Caminho que nos conduz a Vida Eterna.

O nosso Senhor Jesus Cristo... é a Verdade que nos conduz ao caminho precioso da Vida Eterna.

O nosso Senhor Jesus Cristo... é a Vida Eterna que encontraremos se o escolhermos como Caminho e Verdade.

O nosso Senhor Jesus Cristo... nos prometeu após a sua ressurreição que estaria conosco todos os dias, até a consumação dos séculos.

O nosso Senhor Jesus Cristo... é o cumprimento de tudo o que foi escrito nas leis de Moisés, e nos profetas e nos Salmos.

Se vivermos para Ele, sentiremos a necessidade de vivermos para sua honra e louvor como instrumentos que possuem a LIBERDADE, liberdade para gritar NÃO, com toda a força de nossos pulmões, para o pecado e nos prepararmos, definitivamente, como uma carta que possa ser lida pelo mundo.

O Senhor Jesus Cristo... nos deu o direito de repetir com nossa vozes em bom som através de nossas vidas o que foi escrito no livro de Isaías 9:6:

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhos, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz."

Maranata! Ele, o nosso Senhor Jesus Cristo, está às portas.

O menor de todos os menores. Um Tradicional pentecostal.

Um comentário:

Gilmar Batista disse...

Paz do Senhor,

A cada dia que passa, sinto a necessidade de arrependimento, gratidão e reconhecimento por tudo o que Ele fez. As dores, aflições e agonia sofridas pelo Nosso Senhor e Salvador Jesus, foi culpa de todos nós. Quem entregou Jesus a ser crucificado, não Judas que o traiu, não foram as lideranças judaicas, não foi o poderio romano civil e nem o povo que gritava: crucifica-o, crucifica-o. Quem entregou Jesus a cruz foram os nossos pecados.

Belíssimo texto pastor Newton!!!!

Inverno, 2015