sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

BLOCO CARNAVALESCO "EVANGÉLICO"(?).

Imaginem o nosso Senhor Jesus Cristo em um desses blocos evangélicos ou em uma Marcha para Cristo.

Sem palavras.

Apenas para refletir.

Estou enojado da desculpa esfarrapada de muitos líderes. 

Maranata!


 O menor de todos os menores.

4 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Como já algum tempo que não lhe fazia uma visita, hoje passei por aqui afim de ver e ler os seus trabalhos,pois amigo irmão é o que a igreja tem vindo a fazer, tolerar, tolera a festa do carnaval, tolera lideres gananciosos, tolera doutrinas que não têm base na Bíblia, e se Jesus não vier antes a igreja vai virar um carnaval, fico grato a Deus pela sua firmeza e dedicação à causa de Rei dos reis.
Desejo que continue a dar-nos bons textos e a ser ser um instrumento nas mãos do grande Oleiro.
Sou António Batalha, do Peregrino E Servo.
Deixo-lhe a minha bênção, e que a paz de Jesus encha sempre seu coração.
Abraço.

T.Mendes disse...

O interessante é que agora virou programação obrigatória à época do feriadão de carnaval os irmãos (membros e obreiros) terem que passar em um acampamento, balneário de águas, cachoeiras, campo, chácaras e fazenda, com nome de retiro ou outro cuja finalidade é tão somente retirar os jovens e adolescentes da igreja a fim de que não pequem. Curiosos é que somente os que tem condições é que podem usufruir dessa "salvação".
Bem, a oportunidade de não pecarem é que fazem com que n]ao pequem?
ninguém pode mais ser luz? rocha e areia são tipos de alicerces?

Discípulo de Cristo disse...

Amado Pr. Newton Carpintero

A forma com que esta festa da carne é realizada no Brasil, alcança uma dimensão espiritual de densas trevas; onde a anarquia, o vandalismo, a sensualidade, a promiscuidade, a violência e outras abominações do tipo são atuantes, em corpos, mentes e corações dos adoradores do deus deste século...

Analisando do ponto de vista governamental, o Estado torna-se conivente com o pretexto de se tratar de uma festa popular, como também algumas autoridades constituídas vêem nesta grande concentração de pessoas, mais uma oportunidade de levantarem suas bandeiras partidárias com objetivos meramente eleitoreiros. Assim sendo, a baderna oficializa-se e organiza-se de forma visivelmente depravada.

Não se espelhem em líderes que expõe e manipulam suas ovelhas, visando interesses eleitoreiros, haja vista, "As marchas para Jesus", as quais tem elegido alguns pseudos cristãos e outros interessados no poder de influência e de manipulação desses mesmos dirigentes evangélicos, os quais fazem barganhas política para alcançarem seus objetivos, sem no entanto terem a direção do Espírito Santo para tal manifestação; já que, o Senhor Jesus não precisa de nenhum tipo de marcha e muito menos de blocos carnavalescos gospel.

Paz Seja Contigo,
JC de Araújo Jorge

Pb Fernando disse...

Lamentável termos que convivermos com lideranças que perderam o temor do Senhor, e dessa forma prosseguem com suas loucuras e devaneios agradar pessoas que perderam, ou talvez nunca tiveram o temor de Deus em suas vidas.
Estou relendo o livro: "COM VERGONHA DO EVANGELHO" esse livro retrata muito bem o quadro deplorável pelo qual passa as igrejas ditas evangélicas em nosso pais.