segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Papai Noel EXISTE! Claro que Sim! Claro que Não!

Papai Noel, existe no coração de quem acredita em um bom velhinho de uniforme vermelho com uma barba longa e branca.

Papai Noel existe, no coração das crianças, que são enganadas, desde o seu entendimento, até o momento, em que começam a discernir, algumas mentiras e fantasias. Criadas pelos adultos!

O ser humano procura sempre caracterizar fantasias em suas criações de bondade ou maldade.

O bom velhinho se apresenta sempre de vermelho, e possui sob o seu comando, algumas Renas, que o transportam por todo o Mundo, na distribuição de presentes, por toda uma noite.

A velocidade deve ser incrível. Difícil de acreditar. Mas, mesmo assim, parece fácil, deixar qualquer criança sem qualquer explicação convicente e de boca bem aberta.

As crianças não conhecem distancias, e os presentes são o mais importante.

Eu já fui criança, e ficava abismado, com a tamanha capacidade do bom velhinho.

Parece muito bonito e sentimental! O sentimento bom ou mau, permite a criação de diversas mentiras. Papai Noel é uma delas!

Muitos louvam a Deus durante o ano inteiro, em suas reuniões solenes, mas o bom velhinho – que não existe. O bom velhinho, possue um espaço, todo especial, nos corações dos adultos e principalmente do comércio, na enganação às crianças. E, é vergonha total, quando se verifica fortemente na vida da Família do crente este engano.

O bom velhinho, está tão bem plantado nos corações, que os pais sentem até mesmo culpa, por não declararem aos filhos, que Papai Noel é uma grande mentira, e a mantém durante o momento imaturo dos seus filhos.

Existem os que discutem, se devem ou não, manter esta mentira. Afinal, é somente por um curto espaço de tempo. Acabou o Natal, o bom velhinho será esquecido. E, voltará ao Pólo Norte, onde ele –ohohohohoho- ali vive.

No próximo ano, com toda a sua pompa, muita bondade, e o seu trenó repleto de Renas, estará de volta, para mais um momento todo especial de mentiras. Quem sabe, esta mentira, é uma das muitas mentirinhas brancas na vida do crente.

O inimigo dos crentes, tenta de todas as formas, ocupar o espaço criado, para a comemoração do nascimento de Jesus Cristo, que também é realizado, em data apenas cultural.

O verdadeiro motivo da comemoração, não deve ser, dirigida ao bom velhinho da comemoração natalina, e sim, para o que venceu a morte, e nos deu a Vida Eterna, através do seu sangue derramado, para justificação de nossa salvação e perdão de nossos pecados.

O adulto deixa a mentira do Papai Noel de lado, e continua nas mentiras do cotidiano, que é a continuidade expressiva do ser humano, em sua decadência, desde o pecado de Adão e Eva.

O bom velhinho se veste de vermelho, dentro da mentira, e o nosso Senhor Jesus Cristo, derramou o seu sangue, para nos perdoar os pecados e nos entregar através da sua misericórdia, portanto, existe a possibilidade em escolhermos, a mentira ou a verdade.

É importante que os crentes verdadeiros em Jesus Cristo, tomem as rédeas, não as de um trenó, com algumas renas, mas a da Palavra de Deus, e a demonstrem em suas vidas, como testemunha viva, e esqueçam de dividir a Verdade com um pouco de mentiras.

Tempo de se preparar para o arrebatamento!

O menor de todos os menores.

2 comentários:

T.Mendes disse...

Paz,
Colocaríamos e enfeitaríamos nossa igreja Assembléia de Deus com presépios, árvores de natal? coelhos de páscoa? porque então só falamos em não haver nenhum problema na colocação em casa?
vejo Cl 2.21-23 como significado de práticas da religião humana criando preceitos e doutrinas dos homens, proibições impostas por homens afim de santificar e alcançar favor de Deus, típico. são valores que tentam provar que a carne alcança favor de Deus através de preceitos criados pelo próprio homem.
vejo em alguns enfeites de natal a ênfase em Maria, "são José", mas certamente quem não tem intenção não idolatra como é o caso de os obreiros andarem no evangelismo de bermuda, de comemorarmos os dias das mães com aquele festão na igreja, dando aquela ênfase na gratidão e importância da figura materna como fazem os católicos, não há idolatria realmente, não há o que se preocupar.
Sinceramente, tenho como opinião do natal como o uso da situação de Cristo na primeira vinda para o aproveitamento de expansão não de suas mensagens mais para proclamação de uma falsa adoração, piedade desde a época de Roma até hoje e um aproveitamento do consumo desenfreado capitalista oportuno.
Newton Carpinteiro, neste mundo não devemos estar dispostos e empreender nossas energias em comemorações. Não viemos para isso. nossa hora não é curtirmos datas nem iludirmos com proclamação do evangelho em reflexões do natal. Nossos filhos precisam sim saber que papai noel com "n" minúsculo não existe e nenhum trauma emocional levará para a vida devido saber dessa verdade. A alegria vem do Senhor, o fruto do Espírito é suficiente, louvar ao Senhor e agradecer por Deus ter dado Cristo a morrer por nós já é o suficiente não para "comemorarmos" mas sim para carregarmos a cruz com vontade e esperarmos e confiarmos que um dia teremos a eternidade para comemorarmos a sua presença. Pratiquemos a sua Palavra, não devemos escolher qual cultura pode ou não pode para a sua igreja? criticamos neo petencostais por suas culturas praticadas mas estamos muito parecidos. Lá eles não só comemoram natal e fazem presépios mas colocam capoeira...
cosme daminhão? porque não comemorar e colocar nossos jovens da igreja para entregar balinhas e doces nas casas?

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro T. Mendes,

Paz amado!

Devemos comemorar o nascimento de Cristo, se possível, e é possível, todos os dias em uma entrega total a Ele como o principal motivo.

Não deve haver o tal presépio, claro que as nossas crianças desde cedo devem conhecer a inexistencia do tal papai noel, e por aí vai.

A comemoração dos dias das mães é algo importante, quando voc~e a comemora todos os dias como a que foi a geradora da sua vida e, principalmente, se o conduziu em um bom caminho. Pois, a palavra de Deus nos deu o direito de honrá-las, bem como aos pais, para que sejamos abençoados com longos dias.

A maior parte das comemorações são de origens pagãs se verificares no longo caminho da história.

Façamos o melhor dentro da verdade para que a VERDADE, seja motivo de andarmos de fato, diante de Cristo, como um verdadeiro servo que não tem do que se envergonhar.

Que o nosso testemunho seja coerente com os ensinos bíblicos, sem criar o que já foi demais em prejuízo para a igreja, como:

Mulher não pode raspar o cabelo das pernas (existem mulheres muito cabeludas).

Mulher não pode raspar o cabelo debaixo do braço (seria uma coisa terrível).

O homem não pode possuir barba (pura hipocrisia de detentores do poder, sem falar em falta de conhecimento total).

Mulheres devem utilizar o chamado COQUE nos cabelos. Parece incrível, mas a mulher com o COQUE parecem que rasparam o cabelo).

Ternos com aberturas atrás, e por aí vai. Para não falar de igrejas que proibiam qualquer tipo de refrigente. Por aí vai.

Bem, este é assunto para outra história, sem falar que vivemos hoje, um momento de muita vergonha pela insensatez de muitos líderes, que tratam seu povo como ovelhas, apenas para tirarem delas o seu sustento e o da sua família.

Não importa se está frio ou quente, desejam toda a sua lã e por vezes as matam por causa da sua gordura, sem contar que se alimentam além da necessidade apenas por vaidade e pela busca frenética do poder dos homens como visto no encontro conhecido como Gideões de Camboriú.

O Senhor seja contigo,

O menor. Contra as Heresias.