sábado, 7 de abril de 2012

Estou indignado. Me sinto envergonhado com a BAIXARIA!

Imagem ilustrativa. Pode ser qualquer um!
Não necessito citar nomes. Afinal, todos os que estão de olhos abertos e atentos, conhecem a grande mania de alguns programas, apresentados na televisão do país, bem conhecido, como o GIGANTE que dorme.

Alguns chegam a ser cômicos, outros alguns, pensam que agradam a Deus, com os seus palavreados e a sua estúpida postura, diante dos ouvintes, outros se irritam com críticas e se desgovernam da maneira polida, de se apresentar, e não se sentem ofendidos,  nem consigo mesmo.

Perderam a direção, porque perderam a Bússola a muito mais tempo, e não aceitam os alertas desta perda.

Claro, esqueceram do Evangelho da Verdade, e se postulam quase sempre pelo poder exercido no meio evangélico à conquista, para os seus, dos cargos políticos, e necessários a  "defesa do evangelho", para se salvarem das críticas e criticando de todas as formas, até as mais estúpidas em defesa do seu evangelho em particular.

Esqueceram que o tempo valioso da TV, deveria ser bem utilizado, muito bem utilizado, com todos os cuidados pertinentes ao bom senso. O bom senso, multiplicado ao máximo pela maturidade, e não pelo disforme da infantilidade na disputa por canais e horários nobres.

A curtição desta parafernália televisiva, foge aos propósitos originais, quando solicitavam ofertas para a evangelização, e não para a contemplação pessoal, quem sabe horas diante de um espelho com o sintoma que originou a sigla QPM? (Quem Prega Mais?). Três décadas com muitas solicitações de ofertas em todas as esquinas e com resultado (me perdoe) duvidoso.

Esta discórdia televisiva é a base arquitetônica para o desenfreado motivo às construções de igrejas do tamanho MEGA.

Esta é uma conquista quase que lotérica, na disputa e na aposta dos que levantam as suas mãos, pelas emoções causadas pelas orquestras, ou músicos conformados com o mundo, em suas apresentações que amadurecem dia após dia a técnica Gospel, como a fonte da prosperidade, esta desencontrada da palavra de Deus, e com muita consistênca, premia a mamom com suas necessidades financeiras, além da conta, e fora da conta.

Parece um Conto de Fadas. Ou um conto, só de príncipes, com a raíz de seus corações se desenvolvendo em direção oposta aos Céus.

O poder humano direciona uma turma de concorrentes televisivos à destruição em um futuro muito próximo. Quem, viver verá!

O Senhor vem. O Senhor está às portas e quem não consegue ouvir o seu movimento, certamente, estará em maus lençóis.

Todo o cuidado é pouco. Vigiar e orar, deve ser observado com lucidez!

Não atenda aos chamados para as grandes construções. O Senhor Jesus orientou aos seus discípulos que deveriam ir por todo o mundo, conforme escrito no livro de Mateus 28:19 e não que se dedicassem a criação de ovelhas.

"Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em o nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo"


O menor de todos os menores. Um Tradicional Pentecostal.

3 comentários:

Marcos Brito Matos disse...

Paz, caro pastor Newton!
Infelizmente muitos pastores(ou castores?) estão se dando ao luxo de possuírem seus programas televisivos. Não para, através dos mesmos, pregarem o Evangelho, mas conseguir lucro de seus telespectadores, mediante ofertas e venda de materiais. Tudo isso para encher o bolso desses mercenários da fé. Sem falar que alguns se valem de seus horários para atacar os outros. Como diria Bóris Calsoy, isso é uma vergonha!
Que, em tempo, Deus nos ajude!!!
Em Cristo

douglas disse...

estes homens não levam a sério o ministério pastoral adotam o nome de bispos e apóstolos e são considerados "deuses" por pessoas que adotam métodos extrabíblicos mas s nos mantivermos fiéis somos reais despenseiros dos mistérios de Deus persevere na sã doutrina. visite meu blog pregador-vocacionado.blogspot.com

Moyses Godoi disse...

QPM...

Essa foi muito boa, ainda não tinha ouvido, é realmente lamentável que durante tanto tempo a igreja séria e compromissada co o Senhor ao invés de estimular os crentes a ter mais intimidade com o Espírito Santo para poder usar a TV, preferiu proibí-la, quando a liberou, o fez porque os pastores-lobos percebendo o potencial evangelístico de tal meio já a estavam usando a seu bel prazer, e os crentes assim como crianças que nunca comeram chocolate se lambuzaram e lambuzam com a novidade, realmente lamentável...