terça-feira, 17 de abril de 2012

Atenção! Mulher assume a Presidência da CGADB! A culpa é sua!

Coloco o meu pescoço na corda ao repetir esta matéria. O que fazer?

Breve, ouviremos ou teremos notícia do fato, e quem sabe de fato, uma mulher assumirá a presidência da CGADB.

As lideranças estão se perdendo neste futuro, e aceitam de tudo, e por tudo.

O título desta matéria, poderá ser realidade.

Basta apenas os líderes não assumirem o cuidado necessário e atenção à Palavra de Deus.

Vale verificar os comentários e avaliar o que passa no coração dos homens e mulheres de Deus no Pastoras Assembleianas Brasileiras, através do site www.altairgermano.com em 27 de abril de 2008 e repetido neste janeiro de 2012:
http://www.altairgermano.net/2012/01/pastoras-assembleianas-brasileiras.html

Abaixo segue o meu comentário publicado no site do pr. Altair Germano, à questão em questão:

Estou impressionado com a preocupação de alguns muitos líderes evangélicos, ou seja, com o interesse em defender, mulheres no poder da igreja.

Dito: Mulheres devem ter a coragem e a sensibilidade de não errar onde os homens erraram! E se aceitarem o cargo de pastoras, certamente, incorreram em um erro gravíssimo. Uns ERROS não justificam outros ERROS!

Quais homens? Os de Deus? Claro que os que erram são os que consentem este agravante dentro dos templos de tijolos.

Meu dito: Meio confuso, esta afirmação, porque homens erraram e mulheres erraram, e os dois continuarão errando, com coragem ou não, e com a falta de sensibilidade ou não. Afinal, a sensibilidade das mulheres, se perde, com a necessidade de possuir um cargo, declaradamente fora da autoridade bíblica.

Dito: O que poderíamos temer com a entrada de mulheres no ministério?

Meu dito: Existe uma defesa das mulheres por homens, interessados em quê? E por quê? Será que existe um desafio das mulheres como em qualquer atividade profissional, acarretando o desvio da Palavra de Deus, com relação ao ministério, ou é apenas mais uma concorrência?

Não existe concorrência, e sim, um desvio de conduta da mulher, ocasionada pelo homem responsável -ou irresponsável- em seu ministério, sem a plena orientação do Espírito Santo de Deus em concordância com as orientações na Bíblia.

O que não foi excelente em dois mil anos, o querem fazer excelente nos últimos dias do Final dos Tempos.

As mulheres em breve ocuparão os bispados e apostolados. Esta foi a minha palavra, há mais de 15 anos. Afinal, quem não deseja o "poderoso" título de apóstolo? Nisto os homens estão errando, e as mulheres também errarão.

A vaidade, o orgulho e a soberba, pertencem aos homens e as mulheres.

A necessidade de servir ao Senhor Jesus Cristo, com o coração limpo e desinteressado, é apenas para os filhos, servos, amigos e herdeiros de verdade, e pela Verdade.

É momento de parar com esta brincadeira à volta da mesa. Alguns, já estão preparados e desejam trair ao Senhor, não com a justificativa das trinta moedas, mas com a necessidade de poder, receber mais poder, mansões, automóveis luxuosos, seguranças armados, amizades com os políticos, possíveis cargos no governo etc.

Atenção: Além do link acima, verifique as últimas matérias no pastor Altair Germano sobre pastoras.

Maranata!

O menor de todos os menores. Um Tradicional Pentecostal.

4 comentários:

Anônimo disse...

Teólogo Ricardo Batista, diz:

Quem dera que isso acontecesse! Quem sabe as mazelas que acontecem na CGADB dos homens acabassem de uma vez com uma mulher na presidência da mesma.

Quanto ao artigo de Altair Germano, o mesmo não resistiria a uma análise profunda. Sei muito bem o que estou falando.

Altair Germano pode ser confrontado por um teólogo de formação presbiteriana e tem mestardo e doutorado fora do Brasil.

Aguardem!

Anônimo disse...

Eu sonho com a manchete acima, pois tenho certeza que vai ser muito melhor para a CGADB ter uma mulher como presidente.

Para Deus não existe homem e mulher e todos são iguais perante ele.

Daladier Lima disse...

Diálogo revelador:
- Alô, é a irmã Luiza Ângela?
- Sim. Quem fala?
- É o reitor Aloísio Nicomedes?
- Ah! Reitor. O que o leva a este telefonema?
- Olha, é que a senhora fez uma inscrição para nosso Curso Superior de Teologia...
- Ah! É verdade...
- Bem, eu estou lhe contactando para fornecer algumas informações importantes. Ok?
- Pode falar, estou ouvindo...
- Então..., nosso curso tem nível superior. Dentro da denominação é o que melhor a senhora poderia fazer. Tem a duração de quatro anos. Não é nada, se a senhora vir o semblante dos formandos deste ano... Nossa grade curricular é bem recheada e visa proporcionar aos nossos alunos a melhor preparação possível para exercer a teologia dentro da igreja do Senhor... A maioria de nossos alunos são mulheres, de maneira que a senhora irá se sentir muito bem entre elas...
- Ah! Que ótimo, quanto ao tempo, não tem problema, não é o que é necessário?
- Para a carga horária, sim. Sabe, queremos dar peso ao nosso curso. Ele fica bem denso e se aprofunda bastante na Bíblia... bom a senhora poderá conferir pessoalmente nas aulas.
- Eu estou eufórica para que iniciem...
- Só tem um probleminha... precisamos saber qual seu intuito ao fazer o curso?
- Como assim?
- Qual a sua intenção ao fazer o curso? Ou seja, para que fins ele será usado na Igreja?
- Ah! O que eu queria mesmo era dar um reforço no culto doméstico, sabe? Lavar panos e pratos com mais qualidade, enquanto recito os clássicos. Ensinar aos meus filhos um pouco de exegese. Compartilhar textos em grego e hebraico com minhas amigas no chá da tarde. Entrando no seminário, fazendo um Curso Teológico de nível superior, tudo terá muito mais densidade, acredito...
- Ah! Muito bom. Eu pensava que a senhora havia aderido às novas tendências...
- Quais, reitor, estou por fora?
- As que reivindicam cargos como pastoras para as mulheres...
- Qual nada, reitor, eu estava até preocupada com a grade que me foi fornecida na matrícula. Havia várias cadeiras sobre administração eclesiástica, liderança, exposição bíblica. Agora que o senhor me telefonou, ufa! Foi por pouco... Tirou um peso enorme das minhas costas.
- Amém, minha santa. Não fique preocupada, aquelas aulas são para os homens. Sabe como é... Até as aulas...
- Fique na paz, reitor.

Maris Alvarez disse...

As mulheres estao almejando a lideranca nas igrejas, porque os homens que se dizem crentes sao frouxos, preguicosos e nao buscam na palavra a verdadeira posicao deles na sociedade, em casa, como maridos, como pais, etc. A biblia explica direitinho a posicao do homem e da mulher dentro e fora da igreja, mas o comodismo dos homens fizeram que as mulheres se manifestassem com ousadia e autoridade. Como diz a Palavra a obra do Altissimo nao pode parar e Ele pode fazer ate as pedras clamarem. O homem sempre entendeu tudo errado em relacao a posicao dele em relacao a mulher e filhos, porque foi ensinado errado pra ele. Ainda ha tempo, basta um verdadeiro homem temente ao Eterno e nao aos homens, se manifestar e se colocar na posicao certa, justa e agradavel ao Eterno. Um homem que queira agradar ao Altissimo e nao aos homens. Yahushua seja conosco.Amem.