quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Orgulho????????????????????????????????????????????????????? Reprisado!

??????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????Brokeback Mountain!!!!!!!

A bem da verdade, uma família com condição moral definida, de maneira nenhuma pretende apoiar os desvaneios “gays”.

Afinal de contas, o filme orienta para uma realidade, fora da realidade social, e dentro somente da realidade homossexual. Grupo este, em destaque na sociedade, beneficiado por investimentos interessados, em provocar a desmoralização da família pelo amor aos lucros, principalmente, os votos de eleitores.

Que se dane a Família, é o pensamento de inescrupulosos governantes sem o conhecimento da justiça de Deus em apoio aos que se submetem aos seus interesses.

O que se procura, com certeza, são as bençãos malditas, de quem aceita esta derrota da humanidade - por alguns milhares que os apoiam.

A palavra "gay", continua, sem sobra de dúvidas, como agressão a qualquer conhecedor da Bíblia, Livro dos livros, na sua plena orientação divina, e porque não falar no próprio Deus - Criador dos céus e da terra.

A violência antes era contra os gays, através do preconceito e conceito da realidade familiar. Hoje, a violência acontece de uma maneira sutíl por parte dos "gays", como uma nociva agressão à família. Você acredita que um pai ou uma mãe, ao reconhecer os caminhos homossexuais de seu, ou de sua filha, será feliz? Claro que não!

A possibilidade de aceitação ao "gay", normalmente é decorrente do apoio e amor familiar. Por tristeza e culpa. Não dá alegria ou satisfação pessoal, ter que admitir que um dos seus, vive neste caminho promiscuo.

As informações erradas, incoerentes e desprovidas da verdade, provocam esta decadência do ser humano. Esta, é uma geração sem Deus no seio familiar. Uma geração sem tempo para viver.

Sinto vergonha da Parada do Orgulho Gay. Afinal, que orgulho sem senso é este, que provém de vidas tristes e arrasadas por sua promiscuidade no pecado e uma das maiores causa de suicídio. E, que tanto agride a Deus em sua criação. Criou Deus o homem e a mulher, para serem procriadores e formadores da família.

Pode, por acaso, um homem+homem ou uma mulher+mulher, serem exemplos para quais filhos? Quais?


A desgraça e a mentira, sobre este planeta terra aumenta a cada dia, para que: Aquêle que for sujo, suje-se mais, e o que for limpo, limpe-se mais. A instituição do casamento tradicional, coeerente e real, continua forte, se for, em Deus. Alguns afirmam por puro interesse sexual que está falída esta instituição. Pura mentira. Os valores do mundo faliram. Mas os de Deus continuam em evidência. A igreja invisível do Senhor Jesus Cristo, está atenta para o Grande Dia. Dia do Grande Julgamento.

Não existe amor verdadeiro entre dois homens em sua atividade sexual, o que existe é um desvio moral e sexual. O filme relata de forma teatral, para provocar as massas, e criar uma posição confortável a quem pertence ao "paraíso gay".

Conheço o enredo do filme. Não o assistí, e não o assistirei, pois, sentiria vergonha. É certo continuar com esta farsa? Será possível conviver com uma família, ou seja, famílias de filhos adotados por “ gays ou lésbicas"? Será suportável para Deus ver sua criação, sendo desmantelada pela promiscuidade? A Bíblia nos informa que assim será no final dos tempos.

O que são religiões fanáticas? Aquelas que são contra a organização "gay"? As que fincam os pés diante da verdade Bíblica, e onde se lê que, os efeminados não terão direito à salvação, se não mudarem suas vidas, e aceitarem a Jesus Cristo, como único salvador e perdoador de pecados, porque vivem no que desagrada a Deus?

Rasgue a sua Bíblia ou se levante contra este movimento. Não diga que Deus mudou. Isto é conversa fiada e de covardes. É preciso lembrar sempre que: Deus os criou, homem e mulher.

O direito cívil ao casamento "gay", é uma afronta à relação homem+mulher. É uma afronta as minhas filhas e as minhas netas. É uma afronta ao decente. É uma afronta à verdade. É uma afronta à sociedade normal. Tenha a certeza que: Em breve a sociedade será perseguida em todos os sentidos da lei, pelos "gays", da mesma forma que perseguiram e atentaram contra os anjos, antes da destruição de Sodoma e Gomorra. Eles, os "gays", querem impor sua maneira de viver.

Nós, os crentes em Jesus Cristo, queremos apenas informá-los, e não persegui-los, que este caminho errante os levará ao inferno.

O estilo de vida de cada ser, é por lei um direito pleno e inalienável, e com certeza, aprovado por interesses insustentáveis aos direitos de quem é contra tais abusos à sociedade, em seu perfeito aspecto moral e familiar.

Não podemos permitir, que governantes interessados apenas em votos, e também aos seus desvios sexuais, influenciem e deixem de lado a primícia da sociedade constituída na família. Homem, mulher e filhos gerados de uma maneira correta, e não, adotados por gays no interesse homossexual, para proclamarem e produzirem, frutos da sua enganação, famílias disformes ao normal e à orientação bíblica.

Aí está o resultado na proibição dos Dez Mandamentos, em vários locais, deste país chamado Estados Unidos da América, fundado e estabelecido pelo conhecimento do Evangelho da Graça, a Palavra de Deus -base da constituição americana. Que Deus tenha misericórida dos EUA, e de nosso Brasil.

Maranata!

O menor de todos os menores. Certamente!

Um comentário:

Demétrius A . Silva disse...

A paz do Senhor.
Parabéns pela ousadia e coragem em tratar pecado como pecado. Pois em nossos dias, presenciamos o pecado sendo "pregado" como algo normal. Principalmente o relatado na mensagem.
Já sou seguidor.
Deus lhe abençoe
Demétrius A. Silva
http://ciencia-religiao.blogspot.com/