quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Eu sei quem será eleito! Não tenho dúvidas!

Não tenho dúvidas que um dos candidatos será eleito.
 Não votarei em nenhum deles, pois o meu título de eleitor, e outros documentos foram roubados em uma viagem ao Brasil. Estava vencido e não consegui retirá-lo, nesta última viagem ao Brasil por ser ano de eleições.

Posso afirmar que nenhum dos candidatos me garante a firmeza da escolha, mesmo que esta fôsse por total interesse(risos) em agradar a alguém. Graças a Deus, não desejo agradar a nenhum deles e muito menos receber PRESENTES dos eleitos.

Entendo que esta disputa eleitoral, proporciona o aumento da sensação que promove a RAIVA à sua maior intensidade no meio dos cabos eleitorais evangélicos.

Muitos não conseguiram e não conseguirão, manter os seus verdadeiros instintos. São carnais ao ponto de descerem ao nível mais baixo em suas afirmações, quase que inocentes, para quem deve exercer com cautela diante da igreja na sua demonstração de controle pelo Espírito Santo como vaso de honra e não vaso de vergonha. Vale a pena ser exemplo! Para ser imitado!

Pior que muitos dos tais, fornecem a promessa que confiam em Deus. Creio que a maioria esqueceu do descrito no livro de Salmos 20:07:

"Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do SENHOR nosso Deus."

A eleição finalizará e a VERGONHA ficará. Ficará marcada por muito tempo, nos corações de muitos que se mantém de boca ABERTA, com a sensação de não acreditar no que ouvem ou leiem. Este evento pulverizará em quantidade singular, o caráter de muitos.

Muitos na algazarra e na sensação da sua, quem sabe, grande oportunidade em beneficiar os seus pares e seguramente a sí mesmo, informam que o Brasil vai melhorar.

O Brasil poderá melhorar econômicamente para uma grande quantidade de interessados, e se manter em um estado de total precariedade para a maioria de seus milhões de habitantes, pela falta da cultura social abrangente, e muito pouco estimulada como nos países de primeiro mundo.

A arrogância ensinada nas esquinas, impede que o Brasil tome a envergadura correta aos países de primeiro mundo. A tragédia do desleixo é a marca bem definida dos governos passados que não servem de exemplos a outros países.

O Brasil está em centésimo vigésimo sétimo lugar, como um dos piores países do mundo no mercado exportador e importador pela sua corrupção e jogo de interesses. Vergonha! Sabem quantos países existem no mundo? E muitos líderes evangélicos perdem o seu tempo, nesta disputa de interesses que não chegará a lugar nenhum.

Triste saber que muitos dos que não assimilaram a sua responsabilidade como cristãos em outros eventos da igreja são os que desejam sugerir como organizar a um governo comum, sem celebrarem a sua participação confusa ao Eclesiástico. Muito triste! Vale lembrar Vitória no estado do Espírito Santo?

Meu Deus! O evangelho está cabisbaixo e envergonhado, pelos que deveriam pregar e definir melhor a sua posição diante da igreja, e claramente diante de Deus.

Prefiro a Dilma como mulher na presidência do que as mulheres que(desejam) aceitam o título de pastoras, bispas e apóstolas. A mulher que deseja SER um verdadeiro instrumento, não DESEJA estar com um título que não condiz com a Palavra de Deus.

Algumas apenas o aceitam para MANDAR no esposo e impor aos demais do ministério a sua premiação. Risos!

Onde estão os que não concordavam com estes títulos, e hoje se desesperam para consagrar as suas esposas aos mesmos? Risos! Muitas das vezes por exigência e necessidade de afirmação. Mais risos!

Maranata! Viva a igreja invisível. A que será arrebatada!

O menor de todos os menores.

8 comentários:

Ray* disse...

Parte 01

Ola!
Pastor Newton,
Embora não tenha perdido o título ou coisa parecida, mas no Foro íntimo, minha posição está da mesma forma que a sua.
Eu também imagino quem será Eleito, e tenho 90% de que minhas suposições vão preencher a vaga para os respectivos postos.
Ah...Seu site está de visual novo, fico bacana, há algo nele que quando fazer um para mim penso em adotar,
é aquela seção em que Da dicas de que livros ler.
Só que vai ser um pouco diferente:
Vou lançar sim uma seção sobre os livros que indicarei e também outras duas:
Uma Será Chamada: Mecum Evangelicum Proibitórium (algo parecido em latim) Lista de livros proibidos aos evangélicos.
É similar ao que a Igreja Católica lançou a Sec. atrás, mas é para Evangélicos.
Se refere a Lista de Livros que ouvi dentro de Igrejas (de forma direta) que Não devemos Ler:
Ai vai alguns deles:
Não Leia Bom Dia Espírito Santo
Não Leia os Livros de Kenneth Haggin
O Último que ouvi foi: Uma pessoa chegou para mim e disse: "A pastora falou que não é pra ler o Livro 'Como Tomar posse da Bênção RR Soares". Isso foi no pátio de uma igreja. Disse para ele algo que um pastor que foi pastor me ensinou vc deve ler um Livro como se come peixe, Vc tira a espinha e come o resto, também citou Jó > assim como paladar prova o alimento o ouvido prova as palavras, algo assim...
O cara não entendeu o que eu queria dize, o que Queria dizer é QUE EU LEIO O QUE EU QUISER.
Dias atrás um outro Rev. me disse: Vc Lê os Livros de Kenneth Haggin?, pra falar a verdade havia tempo que havia lido, nem tinha mais o exemplar.
Respondi: Sim, eu leio.
Ele com um riso sarcástico, soltou uma gargalhada, depois mais tarde me disse, eu estou lendo um Livro de Paulo Coelho.
Engraçado depois compreendi, vc ataca a Concorrência, é o tipo de filosofia que está atrás deste pensamento.
Hoje minha atitude é diferente: Se alguém num púlpito ou numa reunião Diz: Não Leia os livros de fulano de tal.
Quando dou uma passada em uma Livraria evang. pergunto: VC tem a coleção dos livros do Fulano, pois é, quero toda ela.
Pois é Pastor Newton vou inovar no meu Blog, (quando lança-lo) vou Lançar a Lista dos Livros Proibidos aos Evangélicos
(em Latim Proibitorium Evangelicum, algo parecido) Versão evangélica das cagadas católicas.
O que fizeram as ocultas, será proclamado a plena luz.

Doutrina Cristã disse...

Amigo NC.
Não se preocupe por não puder votar. Nós aqui votamos, mas não sabemos votar, visto que é preciso fazer lei para que não votemos nos bandidos... (difícil é achar uma que não seja...)

abraço
LC

Cleverson disse...

Pastor Newton, faz tempo que não comento, porem sempre estou atento as vossas palavras.

Sou grato a Deus pela vossa vida.

Comentei em meu blog que Deus tem algo tremendo para realizar atraves de sua vida, estamos orando pelo senhor e vossa familia.

Cleverson Leal

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado irmão Cleverson,

A paz do Senhor!

Grato sou ao Senhor nosso Deus, pela sua mensagem. Mensagem esta, que importunou o meu coração com o agradecer ao Senhor por sua vida.

Com certeza, a sua oração chegou aos céus e a vitória está a caminho.

O Senhor seja contigo!

O menor de todos.

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado Ray,

A paz do Senhor!

Grato por sua visita e pelas sugestões.

Gostei da sua idéia de um seção para os livros que não se deve ler. Vá em frente com atenção redobrada!

O Senhor seja contigo!

O menor de todos.

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo Luis Cledio,

A paz do Senhor!

Sem muitas palavras. Você está coberto de razão.

Está difícil demais escolher um deles.

O Senhor seja contigo, nobre amigo!

O menor de todos.

Lubeck disse...

Meu amado,

Quanto à eleição, não temos opções. O Brasil se encontra em grande perigo. Dilma e Marina são ameaças sérias. Então, devemos votar em quem tem experiência, foi aprovado como governador com 92% e foi o único que jamais apoiou o PT. E mostra mais postura de um Presidente do que os demais. E a vergonha é grande que sofremos.

Não voto em Marina exatamente pelos motivos acima. Ela jamais fez algo a favor do Brasil. Sempre foi aliada do PT e filha do Lula. E seu mestre é Leonardo Boff.

Disse que, se não for para o segundo turno, vota no PT seguindo suas raízes, suas tradições e sua visão programática. Que sabe ler, pode decodificar.

Além disso, confessa não ser criacionista, isso foi uma invenção, e acredita que Darwin deu uma grande colaboração.

Comparar Dilma na função de presidenfe com uma pastora? Isso foi pesado! Quanto ao título de pastora, jamais me preocupei com isso. Mas fui ordenada pastora e Deus tem confrmado cada dia esse ministério. Se uma mulher pode ser uma intercessora, conselheira, pregar com zelo a Palavra de Deus, dar aulas em Seminário Teológico. Ou seja, fazer o mesmo que um pastor faz nessa função, por que não reconhecer?

Bispa e Apóstola é algo que questiono sempre.
Deus o abençõe! A Paz do Senhor!

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Prezada irmã Lubeck,

Paz amada!

Grato pelo comentário e mediante as informações sobre quem deverá ser eleito, e claro que, necessitamos, de um presidente com a postura exata do presidente candidato Aécio, para lidar com os problemas futuros que ocorrerão no Brasil.

Não haverá um Salvador da Pátria nos quatro anos de mandato. Os problemas do Brasil são terríveis e explodirão - infelizmente, e haverá um grande desafio para contê-los, mediante a inflação galopante que será imediato ao recebimento do cargo de Presidente.

Haverá um congestionamento financeiro no Brasil, onde expulsará grandes investimentos e grande maioria de brasileiros se transferirão para outros países, como tenho observado, aqui nos EUA, os milhares de brasileiros aportando por aqui, e protegendo-se de um grande naufrágio no Brasil. É inevitável após os furos de reportagens que assolará o Brasil.

Bem, quanto a sua palavra, sobre ser ou não pastora. Creio que a Bíblia é bem explícita e existem através de sérios mestres da Bíblia o recheado de informações à respeito.

O meu amigo e pastor Ciro Zibordi, possue em seu blog referencias sobre o assunto, bem como, o pastor Antônio Gilberto, grande coluna da igreja no Brasil. Se desejares poderei informá-la a respeito.

Creio, ser de grande valia e de grande importância a mulher, como a minha esposa, pregar e ensinar, mas não ser consagrada a cargos de mando conforme a Palavra de Deus. Ela nunca deixará de exercer a sua função na sua posição.

Meu e-mail: pastor.newton@yahoo.com

O Senhor seja contigo diante dos grandes desafio que virão.

O menor