terça-feira, 7 de setembro de 2010

Eu estou muito feliz com o casamento destas duas mulheres!

Parece incrível, mas é verdade: Eu estou muito feliz com o casamento destas duas mulheres!

Devemos nos alegrar com a Palavra de Deus se cumprindo em nosso meio, ou não?

A realização deste casamento, está bem, muito bem definido com a Palavra de Deus, ou não? Verifiquem conforme está em Apocalipse 22:11: Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.

Estas, sim, estas duas mulheres, estão prevaricando menos que os líderes que se envolvem com a falcatrua política de nosso país e a sua corrupção doentia, bem como, a necessidade constante de poder  dos homens e esquecem o verdadeiro poder: O Poder de Deus, em suas vidas já bem apagadas e desfiguradas da santidade que deveria ser o motivo principal em suas caminhadas. E não a busca inconforme do estar, do ser, do querer, do possuir, do desejar, sempre e sempre, do melhor desta vida, sem a consistência que permita uma liderança fiel e constante ao Senhor nosso Deus, em sua responsabilidade assumida diante da igreja na sua congregação e consagração.

Estes esqueceram, por puro interesse pessoal os seus princípios, e podemos utilizar o mesmo versículo, para esta turma de viajantes espirituais, conforme Apocalipse 22: 11: Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.

Estes líderes não assumem a sua sujeira e a sua vergonha. Estes líderes, estão diante do povo como que: nús em sua arrogância e maldade nos corações. Não mais temem o Senho dos Exércitos! Conhecem a Bílbia de "cor e salteado", mas não a conhecem definitivamente em seus corações como a Palavra do Deus vivo e que fará justiça aos enganadores da igreja quando informam que dias melhores virão.

Assinam o seu próprio contrato com esta vida e esquecem plenamente dos seus afazeres como domésticos da fé. Sim! Triste é saber que estamos sendo envolvidos por uma nuvem sufocante em que muitos deixam de respirar o bom ar do Evangelho puro e morrem nas escadarias de muitas luxuosas igrejas que sufocam com as suas mentiras em um abraço a zombaria, e ao descrédito popular dos que desejam um maior envolvimento com a justiça de Deus.

Triste estarmos presenciando esta falta de vergonha total, tanto dos líderes, quanto destas duas mulheres.

Afinal, vamos colocar em pratica o versículo acima em nossa vidas? Vale a pena!

Maranata!

O menor de todos.

3 comentários:

Anônimo disse...

Amém! Pastor o triste mesmo é ver que um servo de Deus se alegra com a iniquidade, em vez de ajudar a mudar a historia do Brasil para que seja sede do avivamento de Deus...Quando Deus diz algo, ninguem diz ao contrario, portanto, Deus nao aprova esse tipo de atitude (porem da o livre arbitrio) e como representantes do Reino de Deus devemos concordar com oque a palavra de Deus diz!Que Deus o abençoe hoje e sempre!

Georges disse...

Acho que o "anônimo" acima não entendeu duas coisas. Uma, a ironia do texto, que longe de se alegrar com o homossexualismo, o denuncia como prática antibíblica. Pois é o que o verso citado diz no subtexto... e duas, que a sociedade atual não vai ser transformada, enquanto coletividade, nesta geração. Algmas pessoas serão salvas, graças a Deus, pois a salvação é matéria de foro individual; mas a grande maioria escolheu a perdição, e a apostasia é a principal característica desta época. Prova disto é que certas práticas imorais já se infiltram até mesmo nas igrejas evangélicas. Por isso, quando vemos que a moral, a ética, a política, os costumes em geral, vão ladeira abaixo, devemos sim nos alegrar, "pois está próxima a nossa redenção" (Lucas 21:28)!

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro Georges,

A paz amado!

Grato por seu comentário.

Creio, que o anônimo, não leu com cuidado a matéria.

Mas você, com o seu cuidado, entendeu a matéria. Afinal, possue a atenção de um responsável com o que passa a nossa volta.

Vigiar e orar... sempre!

O Senhor seja contigo,

O menor.