sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Parece que o pecar não é pecado mais!

Vivemos tempos terríveis e o temor não está nos corações. O que está passando com os ministros da Palavra de Deus?

Meu Deus. Estão encobrindo os pecados!

A vergonhosa atuação de muitas igrejas, está ligada aos ministros que não reconhecem a Santidade de Deus? Será que estou agredindo a algum deles. Não! Meu Deus. Estão encobrindo os pecados!

Onde está a coragem para acusar o pecado e alertar o pecador, e eliminar a falta de temor que assola a igreja. Meu Deus. Estão encobrindo os pecados!

Muitos estão morrendo e dizem que não perderão a salvação, sem ao menos a terem ganho. É preciso entender e dar entendimento, ao néscio, que este prêmio, somente é garantido ao que chegar ao final da carreira. Sim. Final da carreira. Meu Deus. Estão encobrindo os pecados!

Esqueceram do ser fiel até a morte como está no Livro de Apocalípse 02:10:

"Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida."

Meu Deus. Estão encobrindo os pecados!

Pare e analise esta mensagem abaixo e não te cales, mas investigue ao Senhor e pergunte logo após.

Meu Deus. Estão encobrindo os pecados?

O menor de todos os menores.

2 comentários:

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

Prezamado Pr Newton, homem de Deus! Infelizmente vivemos em uma sociedade relativista. Pecado virou sinônimo de desculpa, de processos psicosomáticos. Todavia, a Palavra de Deus é clara: pecado, sempre será pecado! O profeta Isaías deixa isso bem claro em seu texto de Is. 5.20.

Precisamos de um verdadeiro arrependimento. Este não pode ser confundido com o remorso. Arrependimento não é uma idéia, é uma ação. É voltar e tomar outro caminho. É voltar à fonte de águas vivas!


E que nunca venhamos a relativizar o pecado. Tomemos como exemplo o filho pródigo, quando disse: "Pai, pequei contra os céus e contra ti, não sou digno de ser chamado seu filho"!

Um abraço, Pr Marcello

Deixo-lhe esta pérola:

"O pecado e o inferno estão casados, a não ser que o arrependimento anuncie o divórcio" Spurgeon

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado pr. Marcello de Oliveira, meu amigo,
Shalom!

Infelizmente1 Sim. Relativista e insensível às necessidades do espírito e somente clamando pelas da carne.

o pecado virou símbolo de zombaria, e algo mais no cotidiano de muitos crentes ou evangélicos que não sentem mais a vergonha e o desprezo por estar vivendo uma vida dúbia.

O arrependimento deve ser verdadeiro, único e constante na vida de quem serve a Deus.

O espinho que atravessa o crente, é a balança que mede o estar dinate de Deus com a responsabilidade de poder admitir, o sim ou o não, diante das oferendas desta vida. E, esta balança possue na sua medida o amor e a dedicação que deve estar em nossos corações, ou a maldade e o desprezo que o pode dominar.

Vigiar e orar, deve ser o momento decisivo para o agradar ou o desagradar ao que se deu por nossas vidas: Jesus Cristo, o nosso Senhor!

O Senhor seja contigo, nobre pastor!

pr. Newton