quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Para MEDITAR! MEDITAR para viver MELHOR!

O temor do Senhor é aborrecer o mal; a soberba, e a arrogância, e o mau caminho, e a boca perversa, aborreço. (Provérbios 08:13)

O Senhor Jesus Cristo, é o nosso principal motivo!!??!!??!!??!!??!!??!!??!!

Eu sou:

Contra a Falácia da Prosperidade
Contra os pastores que se "escondem" da "correta pregação" na verdadeira orientação sobre o maior problema que aflige a Família: o divórcio.
Contra os pastores que permitem a cobrança de ingressos para os SHOWS "evangélicos".
Contra a pedição desenfreada de ofertas por igrejas que esqueceram a obra missionária, orfãos e viúvas.
Contra as igrejas que somente consagram diáconos para ficarem na porta e recolherem as ofertas.
Contra os pastores que colecionam congregações pobres e sem conforto e a matriz é cada vez mais luxuosa.
Contra os pastores que compram carros importados e pagam um valor exorbitante sem sentirem culpados.
Contra os pastores que estão contra a Palavra de Deus, e passaram a aceitar mulheres no cargo de "pastor".
Contra os pastores que aceitam no púlpito o "Michael Jackson Gospel".
Contra os desvaneios heréticos que acontecem no "Encontro dos Gideões em Santa Catarina".
Contra os pastores que aceitam, hip-hop, funk, rock, samba e outras barbaridades a mais, dentro da igreja.
Contra os pastores que escolhem para pastores os seus filhos solteiros. Só porque são seus filhos.
Contra a falta de missionários dentro da igreja com o ideal para realizar o serviço da igreja.
Contra as rádios que aceitam qualquer tipo de ofertas musicais pelo compromisso com o que der e vier, e assim, apresentam excessos do que não serve.
Contra a pirataria de Cd´s e DVd´s, bem como, sou contra os preços cobrados em exagero, e muitas vezes, mais caro que qualquer produto mundano.
Contra a minha covardia por não tocar a Trombeta de Deus com Maior Volume.
Contra a ética chamada pastoral, esta utilizada para esconder erros em muitos ministérios.
Contra os pastores que deixam seus membros homens utilizarem brincos e recorrerem a tatuagens.
Contra os pastores que trocam a sua esposa "velha" por uma mais "nova" e dizem que Deus está abençoando a sua vida. Conheço alguns! Sinto vergonha!
Contra o reteté!
Contra os assopros no microfone. Sem falar na quantidade de lençois utilizados nos "cai-cai".
Contra o roda pião que tenta imitar o poder do deus deste mundo.
Contra o excesso de gritaria para mostrar que é poder de Deus.
Contra o vício de pedir o tempo todo uma salva de palmas para Jesus Cristo.
Contra as correntes de orações com todos os nomes possíveis para justificar a benção de Deus.
Contra pastores se candidatando aos cargos políticos. Vergonha!
Contra a construção de igrejas magestosas para milhares de membros. Egocêntrismo puro!
Contra os banheiros sujos das igrejas e ventiladores quebrados enquanto a Matriz se veste de ouro.
Contra a minha incapacidade em não ser melhor para Deus.

Afinal, você tem demonstrado que é contra, o que agride a cultura bíblica, ensinada por Deus na sua própria Palavra?

Não podemos nos calar! Estamos vivendo os últimos dias do Final dos Tempos! A perseguição virá antes da grande tribulação. E, seremos perseguidos pelos da nossa própria casa(de oração), pelos homossexuais,  e sentiremos fortemente, o erro dos que aceitam aceitar mulheres no pastorado(?).

Sem medo de declarar. Com temor e tremor.

O menor de todos.

6 comentários:

[C. R.] O Cristão Revoltado! disse...

É isso aí pastor Newton! Só uma correção: em relação ao congresso dos gideões, ele é realizado em Santa Catarina, e não no Paraná. Falando naquela coisa, sabia que um animador de auditório até disse ali que estava "possuido"? Sério mesmo. Assino embaixo de tudo o que o senhor disse. Abraço. A paz do Senhor.

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

1. Amado Pr Newnton, que o Eterno lhe conduza em triunfo. Sempre!

2. Também sou contra:

- Contra este maldito evangelho da prosperidade

- Contra a falta de reverência e temor na exposição da Palavra

- Contra o abuso que se é feito e pregado no nome do Eterno

- Contra os pastores e pregadores que vivem trazendo palha ao povo de Deus, e não o verdadeiro TRIGO

- Contra o "apadrinhamento" no ministério, como se esse fosse uma dinastia

Segue em frente, homem de Deus!

um abraço do companheiro

Pr MArcelo de Oliveira

Sl 16.11

Newton Carpintero, pr. disse...

Prezamado C.R. Isaías,

A paz do Senhor!

Grato pela correção de estado. E, me perdoe o Paraná, por ter escrito anteriomente Paraná.

A tragédia acontece infelizmente em Santa Catarina, com suas distribuídas heresias para quem quiser e ninguém anuncia com vêemência o que ocorre nesta cidade chamada Camboriú.

Vergonha para o Evangelho de Verdade, que não utiliza artifícios e nem bizzarices.

O Senhor seja contigo!

pr. Newton

Cidinha disse...

Pastor temos mesmo que ser contra tudo isso

Newton Carpintero, pr. disse...

Prezamado pr. Marcello de Oliveira,

A paz do Senhor!

Onde estão os valorosos homens de Deus que permitem a arruaça em nosso meio?

Será que somente encontramos neste presente século alguns almofadinhas do evangelho?

Alguns Mauricinhos e Patricinhas do Evangelho?

não podemos continuar como estamos. precisamos rever as atitudes e ser coerente com a tragédia que está acontecendo em nosso meio, e as estão chamando de momento de prosperidade.

Basta!

O Senhor seja contigo!

pr. Newton

Newton Carpintero, pr. disse...

Prezamada irmã Cidinha,

A paz do Senhor!

Agradeço o seu comentário e desejo que as nossas palavras não sejam levadas ao vento.

Estou por demais, incomodado com a cegueira espiritual de historiadores da Bíblia, bem como a falta dos verdadeiros Atalaias de Deus.

Pregar sobre o apóstolo Paulo é fácil. Viver como Paulo viveu é outro motivo.

Pregar sobre João Batista é bonito. Viver um pouco em sua vida o que João Baista viveu é difícil.

Pregar sobre Davi que traiu é fácil. Permitir que o divórcio entre na igreja como "pam caliente" é difícil.

Pregar sobre prosperidade é fácil. Transformar a igreja na verdadeira prosperidade espiritual é difícil.

Paro por aqui!

O Senhr seja contigo!

pr. Newton