quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Uma revelação! Há mais de vinte anos.


Estava eu, em um sonho de revelação, quando me vi caminhando na beira de uma abismo.

Não sabia, exatamente, qual seria a sua profundidade, pois, muitas árvores de tamanho imenso, não me permitiam esta avaliação.

Passo seguinte, ao meu lado, para minha surpresa, caminhava o pr. Jimmy Swaggart, com uma corda em suas mãos, parecia muito comprida e estava bem enrolada.

Neste exato momento, ouví a sua orientação:

Segure a ponta desta corda. Descerei. por dentre as árvores, até desaparecer.

Uma das pontas da corda, estará presa as minhas mãos, e desaparecerei entre as árvores, e você, continue segurando com firmeza a outra ponta. Desta maneira o ensinarei a ganhar vidas para Jesus Cristo.

Alí, estava eu, um pouco perplexo, vendo-o desce rapidamente e desaparecendo por entre as árvores, e ele, me pedia que não deixasse de movimentar a corda, ou seja, não parasse um só momento, e assim, vidas seriam salvas, e eu saberia como, após a corda ficar firme, e somente assim, poderia eu puxar a corda.

Em dado momento, após ele, o pr. Jimmy Swaggart, ter desaparecido no abismo, continuei a movimentar a corda durante um tempo, e logo a seguir, para meu espanto a corda ficou firme, e comecei a puxar a corda, como se estivesse salvando alguém do abismo, e em dado momento apareceu o pr. Jimmy Swaggart, na ponta da corda, exclamando e me informando que desta maneira eu deveria agir na obra de Deus.

Nunca deixar de se preocupar com o abismo, claro do pecado, e quantos poderão estar lá, ali embaixo, sem socorro.

O balançar da corda com a sua movimentação, sem parar, significava a Palavra de Deus que precisa ser pregada, em tempo e fora de tempo, e nós não sabemos exatamente quem irá reconhecer a Jesus Cristo como o Salvador, o importante é pregar o Evangelho da Salvação. Sem parar!

Muitos estão no abismo e precisam de socorro! Estão esntre árvores densas que encobrem os seus pecados no meio das sombras, repletas de insetos de hipocrisia e heresias, suas picadas ferem e desabroxam em feridas, normalmente inflamadas pelo malígno que não os deixam ver a luz do Sol. Não sabem, quando é manhã ou noite pela densidão das sombras e o medo do selvagem. Muitos buscam uma corda, e esta, precisa estar em movimento constante. Há a necessidade de um braço forte, que os possa recolher, através da pregação.

É nosso dever, não deixar de olhar para o abismo, em que muitos, estão sufocados e gritando por socorro, sem até mesmo um ruído ou um grito de desespero.

Devemos reconhecer que, muitos carecem deste movimentar da corda, ou seja, a Palavra com firmeza e certeza, com o Senhor à frente, para nos utilizar como instrumento para a sua honra.

Esta revelação, aconteceu antes do terrível dia, em que se descobriu o seu desvio no pecado que o derrubou violentamente.

Após este dia de muita tristeza em meu coração, não imaginei que muitos anos depois, em um culto nos EUA, onde resido, pude estar com meu amado, pr. Jimmy Swaggart, e dize-lhe, frente a frente: pr. Jimmy, eu te amo, e receber dele um abraço com o mesmo: Eu te amo também, meu irmão. Existia lágrimas em nossos olhos, e foi um momento em que estavamos somente os dois e Deus.

Oremos para que o Senhor nos proteja, e nos ajude a permanecermos fiéis a cada momento de nossas vidas, e oremos para que o Senhor, fortaleça aos que se feriram nesta guerra entre a carne e o espírito.

Oremos pelo pr. Donny Swaggart, filho do pr. Jimmy Swaggart, para que o Senhor o levante como voz de Trombeta!

Maranata! Ora vem Senhor Jesus!

Pr. Newton Carpintero

8 comentários:

Robson Aguiar disse...

Pr. Newton que saudades do pastor Jimmy Swaggart. Pena, não assistir mais suas mensagens edificantes.
Sou solidario ao irmão em sua postagem. Vamos orar Pelo Jimmy e outros grandes pregadores que já não estão no cenário mundial.


Pr. Robson Aguiar
AD CADEESO PE -Brasil

http://www.prrobsonaguiar.nireblog.com

JDR disse...

Se Jimmy caiu, foi porque estava em cima.
Há quem diga que ele era um falso profeta.
Eu creio que ele é um profeta de Deus.
Se caiu, foi porque não foi vigilante o suficiente - qualquer um pode cair.
Entretanto, Deus é poderoso para levantar.

amilton disse...

Ola Pastor Newton, tive o prazer de participar de um culto com Jimmy Swaggart em São Paulo. Confesso que isso pra mim foi um milagre, pois havia assistidos seus programas pela TV nos primeiros dias de minha conversão, confesso que suas mensagens ecoam muito forte no meu coração, como se as estivesse assistindo nesse momento. Esse homem é um grande profeta de Deus....errou? Quem não erra? o perdão do Senhor faz novas todas as coisas...Aleluia!!!

Anônimo disse...

creio plenamente que opr jimmy swaggart se levantou, e foi perdoado pelo senhor. as pessoas deveriam deixar de extgmatizar as pessoas. disse o senhor . não fassa imundo o que purifiquei. pr willams alexandre da cidade de rio das ostras. rj brasil

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado pr. williams Alexandre,

A paz do Senhor!

Graças por sua vida e pela vida do pr. Jimmy, que foi restaurado e vive com a mesma esposa e hoje, nos alegramos com o seu filho que se destaca com grande valor diante dos homens e de Deus.

O SEnhor seja com o amado durante o próximo ano e o use com um vaso de bençãos!

pr. Newton

Anônimo disse...

Ele é um grande homem de Deus ,foi plenamente perdoado pelo Senhor Deus misericordioso e compassivo mas infelizmente O POVAO que se diz crente nunca o perdouo nem vai perdoa-lo ,vao sempre lembrar da queda do homem e nao da bençao que ele foi e contuara sendo

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Caro anônimo,

Paz!

Eu senti grande tristeza pela sua queda, e hoje sinto allegria em vê-lo restaurado e com a mesma esposa, e por saber que o seu filho tem sido um instrumento nas mãos de Deus.

Há alguuns anos em Miami, eu tive a honra de abraçá-lo, colocar o meu rosto em seu ombro e juntos dizermos: Eu te amo em nome de Jesus Cristo!

O Senhor seja contigo!

O menor de todos.

Doutrina Cristã disse...

Não é o mais firme que traz rendimento, mas sim o que está no lugar certo, pela razão certa.

luiz cledio