domingo, 9 de agosto de 2009

Tudo é POSSÍVEL ao que Crer! Nesta eu não creio!


Será VERDADE, que existe nesta Bíblia, que ainda não li, esta possibilidade ao pobre e à pobreza?

Deixar de lado, significa ser irresponsável ou conivente com as heresias e desacertos ocupacionais nos cultos e nas novas Bíblias(?), com traduções duvidosas e relaxadas da verdade. Provocativas em adesão à mamon?

Cuidado! Parece que perecemos da Verdade. Mas, a mentira, será sufocada pelas denúncias que livrarão à muitos da desgraça espiritual.

Não devemos estar calados contra o excesso de alusões e ilusões à prosperidade e, portanto, a real necessidade de cada ser humano, em que consiste acima de tudo da convivência com Deus, e a certeza, que o Senhor cuida de cada um de nós, que permanece na sua presença em dedicação paciente na esperança do Grande Dia, ou seja, a expectativa que o Senhor nos livra e nos sustenta, principalmente com a sua Palavra e perfeita orientação, confirmada pelo Espírito Santo de Deus.

Verifique e analise estes versículos:

Provérbios 28:11: O homem rico é sábio aos seus próprios olhos, mas o pobre que é entendido, o examina.

Eclesiates 09:15: E encontrou-se nela um sábio pobre, que livrou aquela cidade pela sua sabedoria, e ninguém se lembrava daquele pobre homem.

Eclesiastes 04:13: Melhor é a criança pobre e sábia do que o rei velho e insensato, que não se deixa mais admoestar.

Paro por aqui, e deixo esta questão no ar da preocupação. Devemos analisar com muito cuidado, o que está acontecendo. Vigiar e orar!

Leia a matéria do link abaixo sobre o pobre e o rico:

Dois personagens. Um no Brasil e outro nos EUA.

O Senhor nos ajude, nestes últimos dias do Final dos Tempos!

pr. Newton Carpintero

8 comentários:

Marcello de Oliveira disse...

SHALOM!

1. Amado Pr Newton, ilustre amigo: Estou lhe escrevendo para lhe desejar um excelente dia dos Pais! Tenho a certeza que suas filhas tem orgulho de ter um papai como o sr!

um grande abraço, Pr Marcello

Anônimo disse...

O homem se vendeu!


http://exejegues.blogspot.com/2009/08/nao-acredito-mais-no-silas-veja-o.html


http://www.youtube.com/watch?v=QXyTDsbjsnc

Anônimo disse...

Estimado Prº Newton Carpinteiro
A paz do Senhor Jesus Cristo

Espero que tudo esteja bem.

Quanto ao assunto, dou meu parecer:

Alguns falam de pobreza como se fosse uma praga ou coisa do tipo. É bom lembrar que a Bíblia "inerrante Palavra de Deus" diz: Pv 22:2 o rico e o pobre se encontraram, a ambos os fez Deus.
O que será que esses pregoeiros modernos diriam a Lázaro ?
Háaaaaaa: Ele, Lázaro erá MENDIGO.

Lucas
16:22 Veio a morrer o mendigo, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico, e foi sepultado.
Lucas
16:23 No inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe a Abraão, e a Lázaro no seu seio.

O problema não é a riqueza ou a pobreza. O prerigo está em não obedecer os ditames do Deus todo poderoso.
´
Vale lembrar ainda que existe a lei da semeadura.
Quando o anjo chegou-se a Gideão ele disse: Varão valoroso e não vagabundo. A situação era adversa más ele "Gideão" se esforçava para não morrer de fome e ainda sustentar sua família. Jz 6:12

Lembremo-nos também da viuva pobre quando contribuiu no templo: Jesus o Rei dos reis, filho do Deus que fez os céus e a terra e tudo quanto neles há, ELOGIOU a atitude dela. Mc 12:43

O único antídoto contra a serpente continua valendo " A Palavra do Deus de Israel" e não o que achamos ou pensamos. Se negligenciarmos a Palavra estaremos fadados a perdição eterna.

Prº Newton Carpínteiro.
Que o Deus de Abraão, Isaque e Jacó esteja sempre em sua vida.

Fraternalmente em Cristo Jesus

José Roberto Santana
São Vicente - SP

Eliseu Antonio Gomes disse...

Amigo

Eu parabenizo você por ter a coragem de dizer que não leu a Bíblia Batalha Espiritual e Vitória Financeira, e mesmo assim comentar sobre ela por meio de um pequenino trecho que alguém irresponsávelmente postou na Internet.

Eu tenho a BBVF. O recorte faz parte de um estudo muito extenso. E como pastor, o sr lida com a palavra e sabe que não devemos fazer uso de pautas descontextualizadas.

Enfim, não li seu artigo. E comentei sobre ele... Não costumo fazer isso, mas o fiz para que entenda o que sente quem é criticado sem que o crítico o conheça e nem conheça a situação em que está envolvido.

Abraço.

Newton Carpintero, pr. disse...

Caro Eliseu Antonio Gomes,

1) Não concordo com este título para uma Bíblia.

2) Não concordo com as campanhas sobre prosperidade.

3) Não concordo com as ofertas sendo transformadas em sementes.

4) O título da matéria foi bem explicado, ou não? Verifique: Tudo é POSSÍVEL ao que Crer! Nesta eu não creio!

5) Respondi com enfase: Nesta eu não creio!

6) Você deveria ter lido o meu texto. É bem reduzido e fácil de ler.

7) Aproveitei, e me posicionei contra os enganos das novas bíblias, em relação à verdadeira Palavra de Deus, a Bíblia, que condena com ênfase o que ocorre nos dias vergonhosos de hoje, a bizarra agressão à toma do dinheiro dos incautos crentes que desprezam a verdade, e são utilizados por muitos enganadores.

8) Você deve ler o meu texto e copiá-lo no seu blog. Não faz mal à saúde física e muito menos à espiritual. Pelo contrário, informa e deseja: Cuidado com os lobos!

O Senhor seja contigo!

pr. Newton - com vergonha dos usurpadores do povo.

Blog do Jordanny Silva disse...

Amado Pr. Newton,

Inequivocamente, a teologia da prostperidade é insana, infundamentada, irracional, ardil, enganosa, fraudulenta, nauseante e nojenta...

Simplesmente, à semelhança dos cristãos de Éfeso que odiavam os nicolaítas, tenho ódio desse seguimento doutrinário, baseada em conceitos fundamentados no ensinamento de demônios. Essa é a única conclusão que podemos obter... A teologia da prosperidade se adequa perfeitamente aos ensinos falsos do pai da mentira... Aliás, os tais defensores de tal teologia têm demonstrado um evidente apoio à numerologia... É espantoso o grau de apostasia que alguns líderes têm chegado...

É, evidente, a operação do erro... A realidade aponta para a iminente manifestação do Homem do pecado e de seu parceiro, o Iniqüo, valendo-se de toda a eficácia de satanás...

É de doer o coração... Mas, alegro-me na certeza de que, em breve, Jesus estará pondo um fim em tudo isso... E estaremos com Ele!

Maranata... Vem Senhor Jesus! Vem!

Jordanny Silva

Blog do Jordanny Silva disse...

Ps: Pastor Newton,

No meu tempo de ignorância comprei, li e dei crédito a alguns "ensinamentos" e "profecias" contidas nessa Bíblia.... Aliás, a tenho, até hoje, como prova e, freqüentemente, percebo nela diversos equívocos doutrinários... Estou certo, absolutamente certo, que o senhor não falhou em seu julgamento. Uma parte de um texto, quando feito o recorte correto, é suficiente para elencar as idéias essenciais proferidas pelo autor.

Logo, com este pequeno recorte, podemos concluir o tipo de "evangelho" que está sendo empurrado goela-a-baixo de muitos incautos...

Deus é contigo, pr. Newton, continue com as denúncias!

Estou certo de que Deus não avaliza este "evangelho da prosperidade"; antes enfatiza, em Sua Palavra, a (por muitos) esquecida mensagem da cruz!

Jordanny Silva

Eliseu Antonio Gomes disse...

Caro Pastor Newton

Após ter escrito o post acima, li as suas linhas. Tenho respeito por sua pessoa, mas quis passar a mesma situação que criou, mas no sentido inverso. Escrever sem ler, foi a maneira de passar o impacto necessário ao momento de uma crítica que o sr. faz sobre a Bíblia Batalha Espiritual e Vitória Financeira, que não leu.

Um adágio antigo e popular afirma que não podemos escolher livros observando apenas a capa. É necessário muito mais!

Imagine, eu comentei seu post, que possue, mais ou menos uma dezena de parágrafos, e devo ter cometido injustiça fazendo isso. E, o que será que acontece quando críticos se aventuram a comentar uma obra com mais de 2.000 páginas, sem conhecê-la?

O sr. sabe, o cristianismo é mais que mera ideologia. Logo, nossas vidas precisam estar mergulhadas por inteira em Cristo. Precisamos ter mais do que envolvimento com ideias e ideais humanos, planos de carreiras ministeriais e denominacionais. Precisamos amar nosso próximo como amamos a nós mesmos!

Hoje, muito mais do que no passado, as seitas crescem com maior rapidez. Isto acontece porque não existe combate cristão.

Observando os blogs evangélicos, de cada 10, a metade estão ocupados combatendo os próprios irmãos. A motivação de alguns deles é obscura, chegando a blogar em anonimato! Outros, parecem estar motivados por interesse político-eclesiástico e desejando projetarem-se através de pautas polêmicas. Também existem os que blogam sem fazer a apologia bíblica de conscientização contra as heresias.

Qual a edificação que poderá advir de uma exegese de letras de hinos? Qual a finalidade em escrever crítica sobre a Teologia da Prosperidade sem muita noção do que ela seja?

Precisamos nos conscientizar, parar com esta negatividade e blogar com mais consciência de qual é o nosso papel como blogueiros cristãos.

O âmago desses problemas está na confusão que muitos fazem ao esquecer que a instituição denominacional não é a Noiva do Cordeiro. E esquecer que a liturgia do culto a Deus, dentro das nossas igrejas, não é o caminhar no fruto do Espírito. Defender a denominação e a liturgia é apenas prática religiosa. Isto não é viver Cristo.

Com todo respeito e amor fraternal,

Eliseu Antonio Gomes.
http://belverede.blogspot.com/